230 Views |

As Astúcias de Iury Costa que homenageiam Sérvulo Esmeraldo

Por Renato Ferreira | Fotos de passarela: Roberta Braga e Cláudio Pedroso | Fotos de destaque: Nicolas Gondim

Sínteses do moderno com referências regionais. Luz, linhas, formas e precisão de traços deram vida à coleção Astúcias, de Iury Costa, onde ele homenageia o artista plástico Sérvulo Esmeraldo. As referências regionais, que viajavam entre o Crato e Paris, criou uma narrativa de sensibilidade e delicadeza.

A modelagem foi pensada, assim como nas obras de Sérvulo, em formas. Primeiro a forma, depois o corpo; assim, quando as roupas embalam as modelos, hora mostram determinadas áreas do corpo, horas não mostram, tornando o movimento sutil em uma projeção de pequenas surpresas a cada passo. Na cartela de cores existe a identificação com as cores utilizadas do artista: o Verde Místico, o Amarelo Interlagos, o Vermelho Nobre, o Preto Cinza – todas como o mesmo nome de tintas automotivas.

Dentre os materiais utilizados, a malha traz todas as “urbanices” que a label buscou para chegar a ter tantos contrastes. Os jeans em proporções diferentes remetem a onipresença do material que circula entre o tradicional e o ultramoderno; as costuras, muitas delas para fora, levam as tantas linhas das artes de Sérvulo para a passarela, além dos botões tartaruga que geraram pontos vintage-retrô – tanto do Crato, quanto Paris – para as peças.

Embora todos os aspectos esculturais, que beiravam o minimalismo, mas chegavam com toda a força deixassem o tradicional transparecer, estampas e puxadores de plástico permeavam a linha do tempo vivido em uma história bem contada. Os acessórios, todos em formas geométricas também deram o charme no desfile.

A beleza cria o cenário ideal ao vestuário. Além dos cabelos naturais, aquele cacheados e outros com cortes, existe também os coques “assanhados”, que alongam e deixam o estilo mais esguio, muito parecido com o aspecto das francesas andando na rua.

A viúva e curadora de Sérvulo Esmeraldo, Dodora Guimarães, que estava no desfile, disse ainda que Iury captou a essência do artista. “Se ele estivesse vivo, ele gostaria de ter assistido esse desfile”.

CONFIRA O DESFILE: clique aqui