409 Views |

Decadence Avec Elegance

Da Redação

Nome em ascensão entre os talentos autorais da moda cearense, André Sampaio constrói sua trajetória a partir de sua peculiar narrativa sobre o mundo feminino. 
Misturando elementos de sua própria história, o jovem estilista de 23 anos desconstroi códigos clássicos de alfaiataria, como forma de desvendar as camadas emocionais das mulheres que o inspiram. 
É um estilista com raro approach confessional, semi-obsessivo com o detalhe e disposto a expor sua alma em cada peça que desenha. 
Sua coleção de estreia, em 2015, chamou a atenção da imprensa especializada, com direito a destaque até no bureau internacional WGSN. À época, o consultor da Vogue Brasil, Giovanni Frasson sentenciou: “fiquem de olho nesse nome”. 
Em 2016, André apresentou uma coleção equilibrada, com forte atenção para uma alfaiataria elegante e atemporal. 
Na última edição do DFB Festival, um grande plot twist: a elegância das primeiras coleções envereda por um caminho mais arriscado, autoral  e repleto de imagens de impacto na passarela. 
André parece ter descoberto a potência de uma apresentação forte, equilibrando drama e minimalismo, excessos e contenção – atributos que sintetizam o tema que o inspirou: “The ballad of sexual dependency”, uma visceral série de imagens registradas nos 80s, assinadas pela fotógrafa norte-americana Nan Goldin, célebre por retratar mulheres em situação de abuso físico e psicológico. 
E é essa a estética que rege as fotos e o fashion film que André Sampaio apresenta no DFHouse e que você confere na galeria a seguir. 


The ballad of sentimental dependency

Conceito e estilo: André Sampaio
Fotos: Igor Cavalcante
Vídeo: Tanq 
Modelos: Silvia Viana | Rafaela Mesquita
Styling: Jeydson Barros