84 Views |

DFB Festival e Senac, oficinas para pensar a moda além das passarelas

Texto: Felipe Vasconcelos

No decorrer dos quatro dias de evento do DFB Festival 2019, mostramos que o Dragão Pensando Moda buscou suscitar reflexões sobre a moda e seus enraizamentos na cultura, no meio ambiente, na economia e na sociedade de uma maneira geral. O Dragão Pensando Moda trouxe grandes nomes dessa seara para mesas redondas, talk shows e debates que aproximaram estudantes, empresários e interessados na temática para refletir sobre identidade, expressão, sustentabilidade e lançar novos olhares sobre o que a ampla cadeia de moda ainda há de nos mostrar.

Foto: Igor Cavalcante

Nesse tempo, diversas pessoas interessadas em uma qualificação, formação inicial ou mesmo aprimoramento buscaram o Senac nesta parceria com o maior evento de moda autoral da América Latina para participar das oficinas promovidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial.

As oficinas oferecidas foram “Tramas experimentais” mediadas pelo artista cearense Alexandre Hebert, “A imagem e identidade do estilista” facilitada pela consultora de imagem Andrea Cerqueira, a oficina “Workchoque: Macrotendências e visual merchandising” ministradas pela expert em vitrinismo Sylvia Demetresco e pelo estilista e pesquisador de moda Mario Queiroz e por fim mas não menos importante a oficina “Bordando bolsas e chapéus de palha” ministrada pela estilista e instrutora do Senac Ceará Sara Girão.

Foto: Igor Cavalcante

Foto: Igor Cavalcante

As oficinas ofertadas nos quatro dias de evento do DFB Festival reforçam que o mercado de moda perpassa a questão da constante atualização de seus profissionais, desde o iniciante até mesmo o mais experiente considerando a moda como reflexo da sociedade, esta em constante evolução.

Foto: Igor Cavalcante

Com alunos das mais diversas idades e com os mais variados interesses as oficinas ofertadas pelo Senac Fortaleza demonstram que a moda precisa se fazer presente na construção de um espaço sustentável, inclusivo, economicamente solidário e que traga ideias de evolução para o futuro sem esquecer das suas raízes e sua identidade regional.