75 Views |

Empoderamento feminino e étnico pelo Senac SE

Por Renato Ferreira | Fotos de passarela: Roberta Braga e Cláudio Pedroso | Fotos de destaque: Nicolas Gondim

Considerado loucos por alguns, o artista sergipano Arthur Bispo do Rosário foi a grande inspiração para a coleção desenvolvida pelo Senac de Sergipe para o Concurso dos Novos, no DFB Festival 2018. Entre a tipologia artesanal de bordados, e franjas realizadas por meio de restos de tecido, a passarela ganhou cor e movimento com técnicas adquiridas pelo upcycling.


A desconstrução e reconstrução de peças vestuárias era a estética de Bispo do Rosário, que recebeu a tipologia artesanal do bordado, com palavras de valorização ao empoderamento feminino e étnico. Cores, botões e franjas remetem a alegria nordestina e ao artesanato regional, presente em cada look na passarela. Tudo migrava dos tons envelhecidos: o amarelado, amarronzado, esverdeado, até chegar no azul – a cor da aura do homenageado.
Os acessórios, todos preciosos e feitos à mão, geraram encantos. Capuzes e meiões, cobertos com botões, valorizavam ainda mais o artesanato local e regional.


Já a beleza ficou por conta do tão famoso bronze da mulher nodestina. As peles mais naturalizadas foram realçadas por iluminação dourada para elevar este poder feminino e étnico.

 

CONFIRA O DESFILE: clique aqui