Novo talento André Sampaio é destaque no Day 1 de DFB 2015

POR MICHAEL SOARES | FOTO: NICOLAS GONDIM 

O desafio de abrir o maior evento de moda autoral do país ficou por conta do estreante André Sampaio, nome promissor que já vem mostrando o seu potencial criativo há cerca de um ano. Para este primeiro momento, André fez um recorte entre passado e futuro, através da história da família Pontes Vieira, importante clã surgido em Fortaleza no inicio do século XIX, e do qual ele tem fincadas as suas raízes.
De forma nada literal, a ideia de movimento que perpassa atualmente pela Av. Pontes Vieira, via de importante acesso da capital cearense, é mostrada em tiras assimétricas de sarja estampada, que surgiram durante o processo de criação das peças, imprimindo a informação de fluxo constante. Um trabalho visto principalmente em tops e vestidos de caimento, volume e shape orgânico. A fluidez também é vista em tules de seda açucarados, que remetem à uma feminilidade de épocas passadas, mas tão necessária em tempos modernos. O índigo sem muita lavagem ganha um ar preciso nas aplicações de canutilhos longos aplicados sobre bermudas cropped e em calça de modelagem mais ajustada e seca.
Podemos dizer que houve um cuidado todo especial com o tratamento dos tecidos e nos pequenos detalhes da coleção, como no uso do algodão com um discreto lurex na trama, nas aplicações e no desfiado horizontal do jeans , além do próprio algodão drapeado. Azul, off-white, preto e tons terrosos fornecem essa imagem delicada e ajudam a construir a conexão necessária entre o passado, resgatado no álbum de fotos das décadas de 30 e 40 da família, e o tempo atual. A mulher proposta por André se localiza dentro da cidade em que ela habita, e faz história. E André, certamente, ainda tem muita coisa pra nos contar.

Leave A Comment

Your email address will not be published.