POR: IURY FIGUEREDO

Mantendo um traço que já é característica sua, o baiano Jeferson Ribeiro retorna ao DFB 2016 com uma coleção muito bem alinhada com a temática do evento. Intitulada de “Khaos”, as peças criadas pelo estilista trazem a miscigenação para seus looks, que começam de forma muito uniforme e vão transformando-se gradualmente, tornando-se cada vez mais caóticos, corajosos e belos.

A equipe do DFHouse separou para você 7 curiosidades sobre o desfile de Jefferson para o DFB 2016, veja:

1. Jefferson Ribeiro é o único baiano a trazer suas peças no DFB 2016, tendo participado de outras edições do evento em sua carreira de mais de dez anos.

2. O artista tem como um de suas características peças arquitetônicas, cheias de ousadia e sensualidade, apostando em decotes e transparências.

3. A coleção “Khaos”, apresentada no dia 04 de maio no DFB 2016, traduz essas características em decotes arquitetônicos e detalhes ousados.

4. As primeiras peças foram completamente brancas e com cortes modernos, mas vão se modificando, ganhando cores, cortes e tons que vão tornando o desfile cada vez mais miscigenado.

5. A coleção faz jus a seu título quando as peças vão de vestidos com cortes retos, muito fechados e trazendo seriedade, até peças coloridas, étnicas e mistura desses dois.

6. Um dos destaques são as rendas que remetem aos looks praianos, mas que se misturam com peças sérias e modernas. Vale ressaltar a ousadia em expor o corpo feminino e exaltar sua sensualidade em alguns looks.

7. As texturas também trazem essa ideia de caos, iniciando com caracteres tradicionais, mas ganhando ares de um grunge nordestino e das listras étnicas que surgem na passarela, em seguida.

Leave A Comment

Your email address will not be published.