607 Views |

Herança Artesanal

O precioso legado cultural do Nordeste tomou forma, cores e texturas na coleção de Beto Costa. O estilista, que foi 2º colocado no Concurso Ceará Moda Contemporânea, dentro do DFB 2017, uniu ícones da cultura popular nordestina para dar vida à herança cultural de um povo. Renda Richelieu mais Maria Bonita mais o mestre Expedito Seleiro. O resultado são curvas e desenhos delicados gravadas na personalidade do couro. Um trabalho que mistura tradição e tecnologia no corte a laser. Beto Costa acaba de lançar o editorial da coleção desfilada no DFB 2017.

Confira a força das peças em imagens que recriam um sertão de memórias artesanais.