94 Views |

O feminino clássico da Rendá

Texto: David Marques

 

 A Rendá, nome sempre presente no line up de desfiles do DFB Festival, traz para sua passarela a história do bordado richelieu, desde a França até chegar nas mãos das tradicionais rendeiras cearenses. O primeiro momento traz grandes referências ao estilo francês, representado nas modelagens, casquetes e, principalmente, na trilha sonora.

Foto: Roberta Braga e Chico Gomes

A marca aposta em uma paleta de cores que foge do tradicional branco da renda richelieu. Os tons vão do rosa mais lavado ao roxo mais vibrante. A marca, assinada por Camila Arraes, investe também na mistura de materiais, como o couro que vem fazendo composição com a renda renascença e o bordado richelieu, deixando as peças mais versáteis para produções casuais. Com uma riqueza de detalhes nas roupas, a beleza veio mais clean, apenas com a maçã do rosto mais rosada. O desfile ganhou um toque especial por conta da participação do artista Reno, músico de Fortaleza, tocando alguns clássicos regionais no acordeom.

Clique aqui e confira as fotos.