151 Views |

Os bons ventos que trazem Saldanha

Com a coleção intitulada “Éolo” em referência ao deus grego dos ventos, Even Saldanha volta às passarelas do DFB Festival 2019 inspirado pelas formas que o vento cria nas areias. A coleção evoca a força que energiza o Ceará com elementos característicos da região Nordeste e que também fazem alusão ao tema da coleção. Com peças em crepe, chiffon e linho o estilista alia-se a materiais como o tule plissado, a tela e o trabalho em macramê para ilustrar os desenhos que aparecem revestindo as dunas de Canoa Quebrada e os parques eólicos.

As cores da coleção transitam entre o branco, o off white, bege e o amarelo lima, cores e tons que referenciam a areia das dunas, o trabalho rústico realizado pelos pescadores que tecem suas redes em linhas de nylon, a leveza do elemento ar e toda a atmosfera envolvida nesse ciclo natural energético. A coleção de Saldanha também transita entre aspectos modernos e tradicionais, perpassando fluidez e elementos arquitetônicos na composição dos looks apresentados na coleção a ser desfilada na passarela do DFB 2019.

Saias e tops, um estudo aprofundado em camisaria, blusas arrematadas por faixas e calças de modelagem ampla propositalmente desfiadas no cós, bodies decotados nas costas, vestidos com acabamentos de cordas e macramê, caldas laterais e por último mas não menos importante bombers onde as mangas bufantes também recebem aplicação de macramê num trabalho de releitura desta modelagem compõem algumas das peças da coleção “Éolo” junto de calças que podem virar shorts graças à aplicação de zipers em localizações estratégicas.

Os shorts em linho também são peças chave na coleção, a alfaiataria acaba por ser trabalhada nas peças como blazers que podem ganhar caldas laterais deixando entregue aos ventos a antiga tradicionalidade do gênero binário masculino e feminino que para Saldanha pouco importa, os ventos de uma coleção leve, moderna, atraente e sofisticada é que vão soprar no aterro da praia de Iracema.

 

Serviço

DFB Festival

Saldanha 

16 de maio – 18h

Aterro da Praia de Iracema