686 Views |

Rendá realiza releitura elegante da renascença durante DFB 2017

Redação: Renato Ferreira | Foto: Roberta Braga, Cláudio Pedrosa e Pedro Brago | Backstage: Nicolas Gondim

‘Olé, Mulher Rendeira; olé mulhé rendá; tu me ensina a fazer renda, eu te ensino a namorá’… E não foi nada tradicional! Rendá por Camila Arraes, apresentou uma releitura da renda renascença em uma variação que ia do clássico para o moderno durante o Dragão Fashion Brasil 2017 (DFB). Entre o branco, tradicional, até a aplicação de cores, a arte da estilista se fez presente do primeiro ao último look do desfile.

A cor tradicional da renascença foi preservada na maioria das peças apresentadas. Com isso, Camila foi além. Com todo esse requinte, totalmente manual, a estilista trouxe o ametista, verde esmeralda e vermelho rubi, para mostrar uma mulher poderosa e elegante. A paleta de cores é um mood de nobreza e delicadeza.

Além disso, a aplicação de couro, que contrastou com borboletas bordadas em seda, trouxe a essência artesanal, hábil e exclusiva da Rendá. A marca genuinamente cearense mostrou que quando o algodão e o lacê se encontram na mão de mulheres talentosas, surge esta arte secular da região Nordestina.

A beleza fez jus ao desfile. Cabelos soltos, esvoaçantes, que conversavam com as linhas alinhadas às silhuetas, deu movimento que o shape feminino sempre teve. Junto às matérias-primas atemporais, a prioridade foi mesmo à doçura, estética e primazia da arte manual.

“É um trabalho feito com dedicação e amo, traduzindo a essência do artesanato”, afirma Camila, que foi ovacionada e recebeu aplausos da pé da plateia durante o DFB 2017.

CONFIRA AS FOTOS DO DESFILE AQUI