1547 Views |

Sustentabilidade e processos criativos dão o tom de mesa redonda com Vitorino Campos

Texto: Felipe Vasconcelos

O Dragão Pensando Moda como parte da programação do DFB Festival em seus quatro dias de evento traz uma leva de profissionais do mercado de moda a fim de aproximar o público interessado das mais diversas temáticas pertinentes a esse universo, desde os aspectos criativos até o futuro da indústria e como esse sistema impacta a sociedade numa totalidade compreendendo o setor financeiro, cultural e ambiental.

Como convidados do quadro “Novos profissionais em cena” o Dragão Pensando Moda trouxe para um bate papo Vitorino Campos, estilista que já esteve à frente da marca Animale e atual embaixador de moda no Senac RJ e que contou sobre a sua caminhada dentro do universo da moda, David Lee, designer cearense e um dos nomes mais promissores do atual cenário brasileiro,Érico Gondim, designer cearense e artista plástico e Alysson Reis, designer e diretor de criação da Abracadabra Design. A mesa redonda foi mediada brilhantemente por Eduardo Motta consultor do Senac e da Radar Consultoria.

Foto: Igor Cavalcante

Em pauta entraram questões como a moda democrática e verdadeiramente participativa como resultado de um processo complexo e que envolve diversas cadeias da indústria de moda, a identidade do criador para os processos criativos das suas respectivas marcas e como esses processos ocorrem e por fim mas não menos importante o assunto sustentabilidade também ganhou foco como nos demais dias de evento. Para David Lee, seu processo criativo focando-se na tipologia do crochê busca o resgate do feito à mão e a preservação das técnicas de artesanato e também dentro da sua realidade a compra de tecidos em situação de desuso das grandes fábricas é uma das soluções para que a sustentabilidade saia do papel e torne-se uma prática dentro das suas propostas de moda. Érico enxerga na pesquisa de novos materiais e na mescla de técnicas que tenham o menor impacto possível como uma das soluções para pôr em práticas técnicas sustentáveis ambiental e culturalmente dentro da linha da sua linha de produção.

Foto: Igor Cavalcante

Já Alysson expressa uma preocupação dentro da temática, pois como diretor de criação a sustentabilidade ainda não é um foco dos clientes na maioria dos seus projetos sendo preciso sugerir alternativas sustentáveis dentro das propostas, porém reconhece que dentro do meio profissional dos designers cada vez mais estas alternativas tem sido encabeçadas e postas em práticas de maneira mais massiva.

Foto: Igor Cavalcante

O DFB Festival 2019 trouxe em seus quatro dias de evento uma programação gratuita e diversificada de palestras, talk shows e mesas redondas com temas sempre pertinentes ao mundo da moda e como essas temáticas se relacionam com o meio ambiente, a cultura e a sociedade.